O início da filosofia moderna – Nicolau Copérnico (1473 – 1543)

“Há certos ‘paroleiros’ que se acham no direito de julgar, embora sejam completamente ignorantes em matemática e, por distorcerem descaradamente o sentido de algumas passagens nas Santas Escrituras para ajustar-se ao seu objetivo, eles ousam censurar e atacar minha obra; preocupo-me tão pouco com eles que vou até mesmo desprezar seus julgamentos irrefletidos.”Das revoluções dos orbes celestes

Nicolau Copérnico

Nicolau Copérnico

Muitas fórmulas matemáticas foram usadas por Ptolomeu para explicar a teoria de Aristóteles, no qual a Terra estava imóvel no centro do universo e ao redor dela, estavam os planetas e o sol, fixos em esferas transparentes, que se encaixavam e giravam, dando movimento ao sistema. Mas foram as falhas na teoria de Ptolomeu que levaram Copérnico a estudar o movimento dos planetas. Foi assim que Nicolau Copérnico “parou o sol e moveu a terra”.

Sua obra “De revolutionibus orbium coelestium” (1543, Das revoluções dos orbes celestes) marcou o início da transição do pensamento geocêntrico para o heliocêntrico. Neste livro, ele propõe um modelo heliocêntrico para o universo, no qual o sol estaria imóvel no centro e a Terra, assim como os demais planetas, estaria em órbitas girando ao redor do sol. Agora o homem, criação de Deus, passava a deixar o seu lugar central no universo, para estar num lugar igual a tantos outros planetas.

Modelo heliocêntrico de Copérnico

Modelo heliocêntrico de Copérnico

Os primeiros a se opor a nova ideia de Copérnico foram os luteranos. Eles usavam como argumento a passagem bíblica tal qual dizia que Josué pediu a Deus que parasse o sol e não a Terra. Não demorou muito e a obra de Copérnico entrou no Index, lista de livros proibidos pela Igreja Católica. Pelo fato da Igreja interpretar os relatos bíblicos de forma literal, condenavam qualquer teoria que, supostamente, estivesse em contradição com o texto sagrado. Galileu escreveu a respeito desse conflito: “Copérnico não ignorou a Bíblia, mas sabia muito bem que, se sua doutrina fosse provada, não iria contradizer as Escrituras quando estas fossem entendidas corretamente”.

Copérnico foi o responsável por revolucionar o pensamento humano, mostrando a fragilidade dos conceitos religiosos e científicos consagrados até então, por meio da matemática e de suas pesquisas.

Heliocentrismo

Heliocentrismo

“Assim, uma vez que nada impede que a Terra se mova, sugiro que devemos considerar também se adequar várias moções, de modo que ela pode ser considerada como um dos planetas. Pois, não é o centro de todas as revoluções.” – Nicolau Copérnico (Das revoluções dos orbes celestes, 1543)